Somando Valores, Desenvolvendo Talentos

Archive for Agosto, 2011

Inovação… o que é?

 

Quando pensei em escrever a vocês sobre o tema INOVAÇÃO, fiquei pensando em como transformar todos os artigos que li e reli para algo que tivesse um significado comportamental, ou seja, que pudesse ser revertido para a vida das pessoas que compartilham nossos textos.

“Inovar, conforme o dicionário Michaelis, vem do latim “innovare” que significa “ fazer inovações, introduzir novidades em (leis, costumes, artes etc.); Produzir algo novo, encontrar novo processo, renovar: Inovar a execução de um trabalho.

Deixando de lado as inovações tecnológicas, de produtos ou processos, eu gostaria de refletir hoje sobre o significado da palavra “Inovar” no ser humano. Se inovar significa produzir algo novo, como nós podemos realizar tal façanha em nossas vidas?

Passamos pela infância recebendo informações, crenças e maneira sociais de nos comportarmos através de nossos pais, familiares, ambiente educacional e amigos. Quando chegamos à adolescência, rompemos com vários padrões para mais tarde, na vida adulta, criarmos nossa maneira de ser e agir. Assim é o desenvolvimento humano, mas como então é possível inovar a nós mesmos?

Como profissional da área de desenvolvimento humano, acredito que a medida  que aprendemos a nos abrir para o mundo, aceitando que não sabemos tudo, essa palavra torna-se constante em nossas vidas. O ser humano é um grande manancial de potências interiores, capaz de se superar a cada dia e por isso pode sempre produzir algo novo, renovar suas idéias, pensamentos e atitudes. Pensando assim, podemos inovar todos os dias.

Fácil? Não necessariamente. É preciso acima de tudo ter consciência de quem se é, de seus limites e habilidades e assim traçar novos rumos. Possível? Com certeza, eu acredito nisso. Realizamos atividades todos os dias de maneira mecânica e essa é a chave que precisamos “virar”. Será que a atividade que se faz todos os dias pode ser feita de maneira diferente? Será que a tarefa que realizo há anos não pode sofrer mudanças? Talvez, na época em que começamos a realiza-la estava dentro dos padrões e de acordo com as necessidades, mas na velocidade com que o mundo gira, readequações são necessárias e muitas vezes percebemos até que ela não se adequa mais às necessidades que temos no momento.

Se conseguirmos selecionar uma das várias tarefas que temos diariamente e analisa-la, é possível perceber que um novo método de trabalho pode surgir. Como? Em primeiro lugar ouça todos os envolvidos. Muitas vezes fazemos as coisas de forma tão mecânica que simplesmente “apagamos” todos os que vão se utilizar do processo ou da informação que geramos. Ouça-os e investigue o que eles gostariam, suas reais necessidades. Você pode ter surpresas ao descobrir que muitos nem precisam mais da tarefa ou parte dela ou ainda que precisam refazer uma série de etapas porque da maneira como ela é feita já não atende as necessidades atuais.

E o que isso tem a ver com nosso desenvolvimento pessoal e profissional? Bem, podemos tirar desse simples ato uma série de ensinamentos.

  • Seremos mais empáticos ao ouvirmos e nos colocarmos no papel das pessoas;
  • Praticaremos a humildade ao percebermos que não sabemos tudo;.
  • Estaremos trabalhando intensamente nossa maneira de lidar com críticas, aprendendo que encarar a realidade da situação não quer dizer exatamente que faço meu trabalho de maneira ruim, apenas saberemos que as coisas mudam, o mundo muda e precisamos nos readequar;
  • Proporcionaremos uma relação melhor com nossos colegas;
  • Teremos produzido uma tarefa, processo ou o que for, o que traz ao nosso íntimo um prazer imenso!

Talvez, ao lerem estas palavras, consigam relacionar mais pontos de aprendizado, mas acho que os acima citados já são interessantes para iniciarmos a reflexão!

Uma ótima reflexão a todos!

Cristina Azzoni Pinheiro

Todo líder deve ser…

Por Cristina Pinheiro

 Pensar em liderança é algo surpreendente.  Com tantas teorias, literaturas a respeito, a liderança continua sendo um grande desafio nas organizações.

 

Podemos começar nossa conversa de hoje compreendendo acima de tudo que a liderança, ou o que se espera de um líder, também será determinado pela cultura e necessidades da empresa.

Naturalmente, algumas características podem e devem estar presentes em todos os líderes porque independem da cultura das organizações.

Vamos a algumas:

PAIXÃO

Paixão é entusiasmo, é aquela vontade de levantar pela manhã e realizar. Um líder necessita de entusiasmo, de vontade genuína em desenvolver pessoas e fazer que elas se motivem para um objetivo maior. Quando se tem paixão, ela pulsa no olhar, nas atitudes e na maneira de realizar coisas. O líder que tem paixão consegue transpirar a vontade de realizar aos seus liderados.

ORGANIZAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO DE TEMPO

Administrar o tempo é fundamental para todos, principalmente com a sensação que temos de que temos a cada dia menos tempo. Um líder precisa ter suas atividades muito bem planejadas e administradas para que se sinta mais confiante e seguro de todas as suas funções. Uma das competências solicitadas ao líder é a Delegação, e ela só é possível se o líder consegue ter clareza de seu papel e da responsabilidade que tem com a organização e com seus liderados. Para orquestrar tudo isso, a organização e a administração do tempo andam juntas e são ferramentas essenciais para a liderança.

COMUNICAÇÃO

Comunicação é tudo, é a “alma do negócio”. Um bom líder comunicador é aquele capaz de expressar a clareza do próprio pensamento, o que inclui saber explicar o que deve ser feito, às vezes como deve ser feito e, principalmente, qual a importância da tarefa, em uma escala de relevância ou prioridades. A comunicação do líder com sua equipe deve ser precisa, específica e concisa. A boa comunicação inclui o “saber ouvir”. Saber e querer ouvir verdadeiramente é  ouvir as mais variadas demandas de sua equipe, e gerenciá-las a contento e com bom senso.

CORAGEM

O papel do líder vai além de distribuir tarefas, acompanhar e checar a execução. Em muitos momentos seu caráter será testado, pois ele se defrontará com situações onde o caminho mais fácil nem sempre será o correto. Fazer o que precisa ser feito, independente de ser popular ou não, é realmente um ato de coragem que o líder precisará enfrentar, tanto com seus liderados, com seus pares e superiores.

HUMILDADE

Muitas vezes, ser humilde se confunde em ser simplório (ingênuo, que se deixa enganar). Ser humilde é aceitar que ninguém sabe tudo, que todos temos limitações e por isso podemos aprender sempre, com qualquer pessoa, seja um liderado, um par ou um superior. Ser humilde é tratar a todos com respeito, sem distinção.

Com certeza, existem muitas outras características tão importantes quanto as que citei acima, mas acredito que já é um bom começo para pensarmos nestas se lideramos ou queremos ser líderes…

Boa reflexão!

Sonhar é criar caminhos

 

Por Mara Favero

A vida é muito rápida, muitas coisas acontecem simultaneamente sem pedir permissão… Podemos não ter a possibilidade de impedirmos ou limitarmos as situações que  nos atingirão, mas temos, e com certeza temos, a possibilidade de percebermos a situação com um olhar diferente… E a partir daí nos alimentarmos , nos re-descobrirmos, e nos re-inventarmos …

Pode parecer difícil, em alguns momentos, talvez até impossível… Mas podemos fazer isso acontecer.  Usando uma matéria prima, que cada um de nós possui, e é inesgotável!

Imaginem uma fonte, que quanto mais é usada, explorada, manuseada, mais se renova e se torna cada vez mais abundante. Pois é… E é incrível, mas ela existe… E o melhor de tudo, não tem imposto!!  Nem possibilidade de roubo, tampouco de perda…

Ela é interessante, pois medos, frustrações, obstáculos, podem tanto contaminar ou seca-la, como torná-la mais clara e intensa. Interessante este material não?

Nos dá motivos para agir, crescer, descobrir, SER e a ausência dela pode nos deixar  com a sensação de estar sem rumo, sem força, sem um propósito, sem uma missão .

Será uma resposta mágica? Talvez sim, se lembrarmos que a magia está na simplicidade. Esta matéria prima tão desejada e necessária, é o sonho…

Mas um sonho especial, com a cabeça nas nuvens, e o pé na terra, e o corpo acompanhando com harmonia … Veja que delicia! O sonho de olhos abertos, que podemos dirigir e ao mesmo tempo voar, para onde quiser.

A partir dele posso me sentir forte, animado, estimulado,  transformar minha rotina ou muda-la se assim o desejar. E direcionar , reorganizar, minha vida para onde for interessante. E este “interessante” pode ser exatamente onde estou.

Defino objetivos, metas, pessoais, profissionais e caminho pela vida , analisando oportunidades, superando obstáculos, pois estou sendo conduzido por aquilo que desejo e necessito, pelos meus sonhos.

Me alimento com estas possibilidades, e me sinto motivado com a terra pela qual caminho e pelas imagens que consigo ver.

Meus sonhos criam caminhos,  me alimento de meus caminhos e meus sonhos.

 Então… Qual é seu sonho?

 

Nuvem de etiquetas