Somando Valores, Desenvolvendo Talentos

Por Mara Favero

 

Acho interessante o momento em que vivemos… Estamos na Era da Informação, recebemos constantemente inúmeras noticias, de fontes diversas, radio,  tv, internet, revistas, jornais, universidade, ufa… Enfim temos o conhecimento do que acontece pelo mundo , das novas tendências de RH, Marketing, Design.

Temos a informação da difícil vida dos Pinguins,  sabemos dos dados das pesquisas do desempenho de nossos alunos do ensino médio,  conhecemos o vestido da Princesa Catherine,  vimos os gatos rosados que foram descobertos na Grã Bretanha. Temos muito conhecimento, nos abrimos para muitas informações  porém a pergunta que não quer calar é…  Ouvimos da mesma forma as informações das pessoas que convivem conosco?

Em palestras e treinamentos que tratam de comunicação, o que muito tem se levantado é a dificuldade da comunicação nas relações profissionais e pessoais, o quanto interferem negativamente nos resultados e na vivencia do afeto.

Geralmente o “problema” é do outro, “o outro não para, para me ouvir”, “ o outro não me dá atenção”, “  o outro escreve no computador enquanto converso com ele”, “ o outro quando converso, parece que esta com o pensamento distante”. Só há um pequeno detalhe neste discurso, para as pessoas com as quais convivemos, somos o outro, logo… Se penso em comunicação, preciso rever como estou neste processo! E que processo!

Se nos permitimos conhecer as informações que nos são passadas pelas inúmeras fontes, do mundo todo, porque filtramos o mundo mais próximo?

Mas não há como ouvir o que me dizem, sem antes me silenciar… Calar minhas vozes internas, para me entregar ao som do outro.  Deixar meus julgamentos adormecidos para conhecer percepções e sensações diferentes das minhas, sem pensamentos do tipo: “Isso é bobagem…” “ Estou perdendo meu tempo…” “ Quando ele acabar de falar isso, falarei… “ ”Meu Deus, ele não para de falar nunca…” “ Como pode pensar deste jeito… ”” Que falta de conhecimento…” “ Como pode sentir isso…” 

Se durante uma conversa, é isto que acontece, não estou conversando com o outro, estou conversando comigo, ouvindo o meu som, vivendo o meu mundo, a minha verdade. Um monólogo…

Se quero aprender a ouvir, viver na Era da Informação  aberto a todas as informações,  questionando o tipo de conhecimento que quero para a minha vida, devo ouvir alguém que não sou eu, e que pensa diferente de mim. Simplesmente fazendo o exercício da entrega. No momento que ouço, não vivo o meu mundo, vivo o mundo do outro.  E que delicia… Terei a oportunidade de conhecer inúmeros mundos! E meus resultados pela vida, serão outros… Que tal experimentar?

Comentários a: "Simplesmente, Ouvir…" (1)

  1. Ligia Sophia said:

    Esta é a mais pura verdade dos dias atuais!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Nuvem de etiquetas

%d bloggers like this: